sábado, 7 de janeiro de 2017

RENDIMENTO/DESPESAS JANEIRO/2017

Fala pessoal, registrando aqui o primeiro balanço de despesas e renda passiva de 2017.


Seguem os Blogs dos ranking que participo:


Despesas: Esse mês de dezembro é de matar o peão, vou lhes contar em! Pra começar foram nada mais, nada menos que cinco eventos sociais: churrasco do trabalho, dos colegas, dos amigos da família, e por ai vai. Todos na base de 50 conto cada um no mínimo!

Depois vem os presentes que por mais simples que sejam, sempre nos levam o suado money que seria do aporte.

Como costumo centralizar tudo no cartão de crédito pra poder ter um controle melhor dos gastos e não precisar ficar quebrando a cabeça pra saber onde foi a grana que sumiu, todas as despesas de dezembro (essas que descrevi e muitas outras) só vão ser quitadas neste mês.

Como já relatado no ultimo post, esse mês de janeiro não terei aporte, com exceção do re-investimento dos rendimentos. Isso ocorre, pois em dezembro arquei com a ultima grande despesa da obra: a cobertura. Não quis optar por parcelar pra não entrar o ano com dívidas (além de janeiro), mas acabei me passando um pouco nas contas, e hoje fazendo o balanço das despesas e receitas, vi que vai faltar cerca de 1k para quitar todos os compromissos. Isso se deve um pouco a alguns gastos inesperados e a queda das horas extras por conta de dias de folga em dezembro. Vou apelar para reserva de emergência para não pagar juros de cheque especial e no mês que vem reponho, prejudicando assim, mais um mês de 2017. Paciência!


Receitas: Do lado das receitas ta sendo só alegria (ou quase kkk). Os rendimentos recebidos em janeiro referentes a dezembro trazem (normalmente) uma gordura extra acumulada durante o semestre, já que os fundos são obrigados a distribuir 95% das receitas auferidas no período.

A maioria dos fundos surpreendeu positivamente com rendimentos bem acima da média, como por exemplo: FLMA, SDIL, CTXT, KNCR e o destaque para o BBPO que anunciou “a gorda”.

Minha reação ao ver o anuncio de rendimentos de BBPO

Mas...

Por outro lado, sempre têm o estraga prazeres né?! Esperava uma renda em FMOF de no mínimo R$ 0,25 - igual a do mês anterior, porém logo após o anuncio de míseros R$ 0,09 cents de rendimentos veio o esclarecimento: Um dos já poucos inquilinos não efetuou o pagamento do aluguel e por isso a queda nos rendimentos. É um risco que se corre infelizmente.

Este mês tive um aumento de 29,62% nos rendimentos se comparados ao mês anterior. Claro que este patamar de renda muito provavelmente não se consolide para o próximo mês, pois as receitas voltam à média, além de que, este mês não terei aporte. Mas acredito que o patamar de 2xx,00 de renda passiva se manterá!

Segue o gráfico da 1º etapa da IF:


Decolada impressionante das despesas :/


Dados

Rendimentos recebidos: R$267,31

Rent. S/ capital investido: 0,87%

Rent. S/ capital em 31/12/2016: 0,81%

Variação em relação ao mês anterior: 29,62%

Total de DY recebidos no ano: 267,31

Meta de DY para 2017: 5.000,00

1º etapa da IF concluída: 13%

Valorização da carteira de FII (sistema de cotas AdP): 13,80%

Valorização no Mês: 2,54%

 
Comentários:
Começo de ano difícil do lado das despesas (o gráfico deixa claro isso), mas que tende a melhorar e voltar ao normal para os próximos meses. Acredito que com o aporte de dezembro tenha consolidado o novo patamar das receitas acima de duzentos reais, o que me deixa muito satisfeito. A rentabilidade também tem se mantido satisfatória com o mix de fundos de papel e tijolos, mesmo tendo muita vacância nos fundos investidos e isso é bom, pois os retornos podem melhorar com uma retomada da economia.

Este mês também esqueci de comentar, mas fiz uma mudança nos ativos. Um giro de carteira! Resolvi fechar posição no fundo de fundos BCFF, pois tenho interesse em investir diretamente em vários fundos que compõem a carteira deste fundo e por isso tomei esta decisão. Os demais ativos acredito muito nos seus potenciais e por isso mudanças talvez demorem a acontecer.

Por hoje era isso, um bom inicio de ano para todos.


Abraço!

ATUALIZAÇÃO 

Só para constar nos registros, depois da publicação do post recebi um aviso de ratificação do pagamento do fundo FMOF, onde ao invés dos 0,09 cents por cota será depositado 0,12. Mês que vem já virá certo na publicação.

ATENÇÃO: ESSE BLOG NÃO TEM CERTIFICAÇÃO PARA ANÁLISE DE VALORES MOBILIÁRIOS, NÃO OFERECE CONSULTORIA DE INVESTIMENTO E NEM ANÁLISE. TRATA-SE APENAS DE UM DIÁRIO DE UM INVESTIDOR AMADOR.

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

FECHAMENTO DEZEMBRO/2016 R$ 33.172,75 + R$ 7.277,10 (28,10%)

Buenas pessoal, primeiramente quero desejar um ano de 2017 repleto de realizações para todos que acompanham este humilde blog.

Por motivos de feriadão prolongado no escritório acabei adiando para hoje o balanço de dezembro e também de 2016. Seguindo a mesma regra do ultimo post, onde abrangeu um detalhamento maior das receitas e despesas, hoje vou detalhar um pouco mais o patrimônio, onde tenho investido, onde pretendo investir em 2017, rendimentos, rentabilidades, projeções e expectativas para este ano que se inicia.

Sem mais delongas vamos ao que interessa:


Carteira atual e projeção para 2017


Nesta tabela encontram-se os ativos que receberam aporte neste primeiro ano de investimentos em Fundos Imobiliários, os que receberão aporte agora em 2017 e qual o valor a ser aportado.

Resumindo:

Ativo: Fundos que compõem ou irão compor a carteira para este ano;
Atual: Ativos que receberam aporte em 2016 (valor sem variação positiva ou negativa da cota, apenas valor investido).
Objetivo: Projeção de aportes para cada ativo em 2017. SDIL e CPTS já estão fechados para aportes.
Aporte a ser feito: Valor a ser aportado em cada ativo em 2017.


Alocação Atual e pretendida para 2017 por seguimento:

Em 2016 houve uma grande concentração em lajes corporativas. Para 2017 vou diversificar os segmentos, entrando nos segmentos de incorporação e hospitais, por exemplo.


Rentabilidade 2016 segundo planilha do Além da Poupança


Este mês de dezembro tivemos uma leve recuperação no IFIX e consequentemente na carteira, que subiu 2,54%. Fecho o ano de 2016 com 13,80% de rentabilidade acumulada.

O aporte deste mês englobou salário + parte de 13º.



Este foi o principal motivo por não ter atingido a marca de 40K investidos este ano em FIIs. Por outro lado, negociei o saldo devedor com os tomadores de empréstimos e sigo recebendo em 2017 com as devidas atualizações. Como o principal empréstimo era pra quitação em uma única parcela e recebia apenas os juros durante o mês, e com a negociação vou passar a receber saldo + correção mensalmente, os aportes deverão ser turbinados nos próximos meses (excluindo janeiro).


Carteira Consolidada 2016 Fundos Imobiliários


Percebe-se uma alta concentração em poucos ativos em 2016, boa parte por conta da valorização de alguns ativos como SDIL11 (+29%). Neste ano vai haver uma diluição para que nem um ativo isoladamente represente percentual significativo da carteira.


Rendimentos recebidos em 2016


Tabelinha demonstrativa dos rendimentos recebidos no ano passado. Se tem algo que me motiva, com certeza é está tabela hehe.


Evolução Patrimonial Objetivo e Alcançada 2016/2017


Comentários: Este ano de 2016 foi um ano de mudanças para mim, ano no qual iniciei meus estudos e investimentos em FIIs, ano que comecei a controlar mais os gastos e planejar os objetivos visando um futuro mais tranquilo financeiramente.
Sei que este ano (2016) foi muito difícil para muitas pessoas. Muitas perderam o emprego, tiveram seus salários parcelados, tiveram que fechar seus negócios, se desfazer de bens entre outros percalços, mas eu não tenho o que reclamar. Continuo com muito trabalho (motivo pelo qual tenho participado pouco nos blogs dos companheiros, me desculpem), média salarial continua estável, um patrimônio bom para menos de um ano de investimentos, saúde muito boa e perspectivas boas para 2017. Neste ano meu foco continua no aumento da renda passiva. Com a paralisação da construção da minha casa, pretendo manter aportes constantes e parrudos o ano todo, com exceção de janeiro, mês no qual terei a ultima grande prestação da obra. Com isso pretendo atingir no fim deste ano uma renda passiva que pague no mínimo 50% das minhas despesas, calculo cerca de 700,00/mês nos patamares atuais, e patrimônio de 90.000,00 investidos em Fundos Imobiliários.
Desejo a todos bons investimentos neste ano que se inicia!

Abraço!

ATENÇÃO: ESSE BLOG NÃO TEM CERTIFICAÇÃO PARA ANÁLISE DE VALORES MOBILIÁRIOS, NÃO OFERECE CONSULTORIA DE INVESTIMENTO E NEM ANÁLISE. TRATA-SE APENAS DE UM DIÁRIO DE UM INVESTIDOR AMADOR.

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

RENDIMENTOS/DESPESAS DEZEMBRO/2016

Olá pessoal hoje faço o ultimo registro de receitas e despesas de 2016.

Antes de qualquer coisa, quero deixar o link dos colegas empenhados em disponibilizar o ranking de patrimônio e receitas passivas.




Despesas:

Hoje o registro vai ser um pouco mais extenso do que de costume, pois quero registrar as despesas do período maio a dezembro/2016 que foi quando mudei de tabela e comecei a fazer o acompanhamento mais de perto das despesas.

                    
   Despesas e seus respectivos pesos no orçamento do período.

Alimentação: Corresponde ao segundo maior custo mensal. Este valor corresponde ao gasto com restaurante de segunda a sábado e está próximo ao mínimo que consegui pra manter uma alimentação saudável e que “sustente” já que raramente faço outra refeição em expediente.

Financiamentos: Este valor corresponde a um construcard que foi utilizado para uma área de lazer em casa. Eu tinha o valor pra fazer está obra, porém optei por transformá-lo no meu colchão de segurança e financiar os gastos. Não sei se foi uma decisão acertada, mas na época me senti mais seguro deixando o valor reservado para alguma necessidade.

Compras Parceladas: Bens de consumo ou despesas que opto por fazer parcelado no cartão de crédito.

Não recorrente: Despesas com farmácia, cerveja, churrasco, xis e pizzas.

Combustível: Grande vilão das minhas despesas. Uso o carro para o trajeto de trabalho e para visitas esporádicas a clientes, incumbências em órgão público e lazer.

Internet: Gasto necessário e atualmente meu maior lazer. Cara e de baixa qualidade!

Cachorro: Basicamente ração e remédios.

Netflix: Internet + Netflix= lazer!

Telefone: Plano básico da Tim que me atende bem.

Mensalidades: Algumas assinaturas de planos mensais que logo serão extintas (relatórios, etc.).

Caixa: Basicamente o que gasto com barba, cabelo e bigode rsrs.

Água e Luz: Taxas fixas de minha residência.

Gastos com a obra no período: Não está demonstrado no gráfico pra não distorcer e por não considerar uma despesa propriamente dita. Atualmente o gasto está em 17.000,00.

Resumo: Muitas das despesas são de difícil redução como combustível, alimentação, internet, netflix, celular entre outras. Meu comprometimento está em reduzir as despesas não recorrentes para aproximadamente 150,00/mês (o valor atual está próximo a isto, mas há algumas distorções, pois considerava despesas com lanches junto com alimentação no começo dos registros. Este mês, por exemplo, ficou em 213,00).
Outra despesa que poderei reduzir são as parceladas para um valor de 150,00 também (atualmente em 212,00).
A despesa referente ao construcard também estou estudando a possibilidade de quitar, pois me livraria além dos juros, da tarifa bancária de manutenção da conta da CEF.

Conseguindo reduzir estás despesas poderia chegar a uma média mensal de 1.300,00. A expectativa é de que as despesas e receitas passivas se igualem no segundo semestre de 2018, ou seja, tenho muito trabalho pela frente, mas é um período relativamente curto pra poder ter a segurança das despesas pagas com rendimentos.


Rendimentos:

Este mês tive um aumento na casa dos 9% se comparado ao que recebi no mês de novembro. Este aumento poderia ter sido maior caso eu tivesse feito o aporte no patamar de costume, coisa que não aconteceu pelo fato de ter concedido mais um empréstimo, que também gera renda, mas atualmente não contabilizo no blog. Rendimentos já anunciados este mês de R$206,01 não serão suficientes para alcançar os 1,5k, mas cheguei muito próximo.

Segue o gráfico da 1º fase de IF:

(Clique para melhor visualização)
Dados

Rendimentos recebidos: R$206,01

Rent. S/ capital investido: 0,86%

Rent. S/ capital em 30/11/2016: 0,80%

Variação em relação ao mês anterior: 9,57%

Total de DY recebidos no ano: 1.482,51

Meta de DY para 2016: 1.500,00 (NÃO BATIDA)

1º etapa da IF concluída: 12%

Valorização da carteira de FII (sistema de cotas AdP): 14,12%

Valorização no Mês: -0,96%

  
Comentários:

Este mês a postagem foi extensa, mas as próximas devem voltar ao normal. Com aporte reduzido não alcancei a meta dos 1,5k, mas alcancei a marca de 200,00 em renda passiva nos FIIs, o que não deixa de ser uma conquista também. A rentabilidade ficou boa (0,86%) graças a CPTS que melhorou um pouquinho os DY, e acredito que os próximos meses tende a melhorar ainda mais.

No próximo post (acredito que 31/12) vou detalhar a parte dos FIIs que tenho em carteira, possíveis mudanças (farei uma hoje, contarei melhor) e radar de FIIs para 2017.


Boas festas, feliz Natal!!!


ATENÇÃO: ESSE BLOG NÃO TEM CERTIFICAÇÃO PARA ANÁLISE DE VALORES MOBILIÁRIOS, NÃO OFERECE CONSULTORIA DE INVESTIMENTO E NEM ANÁLISE. TRATA-SE APENAS DE UM DIÁRIO DE UM INVESTIDOR AMADOR.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

FECHAMENTO NOVEMBRO/2016 R$ 25.895,65 + 1.251,57 (5,08%)


Buenas pessoal, mês de novembro encerrado no azul também (em termos de aumento de patrimônio).
Mês sem muita novidade, trabalho continua corrido, com muito volume, porém a crise começa a rondar a empresa e já se escuta falar em dificuldades. Era visto que isto iria acontecer, pois a economia não deu sinais de melhora e as perspectivas no curto prazo são bem desafiadoras.

Este mês tive um aporte menor se comparado aos meses anteriores, pois concedi um empréstimo para ser pago no mês de dezembro. O aporte em si foi de +_ 1.500,00 provindos de dois empréstimos que recebi (um parcialmente).

 Tenho um empréstimo grande na rua na casa de 6k que contava com ele para fechar o ano com aproximadamente 40k investidos em FIIs. Acontece que este empréstimo foi acertado o seu pagamento para dezembro deste ano (com o 13º), mas talvez não o receba, pois o devedor é servidor público e as notícias do governo não são muito boas para esse pessoal. 

O devedor já me fez duas propostas: 
1ª - vai amortizando mês a mês, pagando os juros sobre o saldo devedor;
2ª- continua pagando apenas os juros e quando sair o pagamento do benefício (acredito que um dia saia) quita a dívida toda de uma vez. 

Ainda não decidi qual das duas alternativas optar já que ainda temos 20 dias até o prazo final.

Do lado das despesas continuo na mesma, mais um mês acima do planejado. Terminaram algumas, mas fiz outras necessárias, que acabaram por compensar.

Uma das despesas foi a troca de óleo no carro, optei por fazer no cartão em 3 vezes já que não tinha nada de juros.

A segunda foi uma compra de roupas e tênis, os quais estava super necessitado. Aproveitei a black fraude Friday e consegui alguns descontos (coisa de 30%). Está compra também parcelei, pois não havia desconto para pagamento à vista. Quem pesquisou conseguiu pegar bons descontos, mas teve muita fraude, bem típico do brasileiro!


Sergio Mallandro figura típica da Black Friday brasileira!


Na parte dos FIIs, tivemos um mês no vermelho. A maioria dos fundos que acompanho caiu, mesmo com a perspectiva de queda na selic (que se confirmou ontem a noite: 13,75%a.a a partir de hoje).

Era de se esperar uma correção depois da decolada do IFIX que corrigiu em 2,59%, abrindo assim, uma janela para entrada em alguns fundos. Como meu aporte foi reduzido este mês pelo motivo já citado, acabei optando por comprar as cotas que faltavam de CPTS11B pra fechar dentro do planejado (4k). Este foi um dos fundos que corrigiu bem neste mês e pude reduzir meu preço médio nele.

Outro fundo que abriu uma oportunidade muito boa (e continua) por conta da decisão do Banco do Brasil em fechar algumas agências foi BBPO (e acredito que BBRC também). O primeiro está na mira pra próxima semana, tomara que continue com estes preços. Pura especulação na minha humilde opinião, visto que os contratos com os fundos são atípicos e desta forma o aluguel está pago de qualquer forma (com agência funcionando ou não).

A obra chega aos últimos dias de trabalho, já preparando o psicológico para o ultimo gasto investimento.

Sem mais delongas, vamos aos números:



Abraço e bom fechamento de mês!


ATENÇÃO: ESSE BLOG NÃO TEM CERTIFICAÇÃO PARA ANÁLISE DE VALORES MOBILIÁRIOS, NÃO OFERECE CONSULTORIA DE INVESTIMENTO E NEM ANÁLISE. TRATA-SE APENAS DE UM DIÁRIO DE UM INVESTIDOR AMADOR.